Banner site(31)

Compra de excedentes de UPAC

2022-10-04
A Coopérnico está a comprar o excedente de produção de Unidades de Produção para Autoconsumo (UPAC). A compra do excedente será feita a preço indexado, cuja fórmula é:

Preço de Compra = QProgProduzido x (PM x (1-K))

QProgProduzido – Quantidade de energia excedentária  
PM – Valor fixado em mercado grossista OMIE para cada hora do dia
K - Margem da Coopérnico 20%

Caso esteja interessado em vender o seu excedente à Coopérnico por favor preencha este formulário, no qual lhe pedimos o Certificado de Exploração emitido pela DGEG ou Registo de MCP (recibo de submissão com toda a informação do registo);

Em caso de dúvida, por favor contacte:
producao.contacto@coopernico.org / (+351) 967 189 750

~~

Notas importantes a ter em conta:

1. Este serviço de compra de excedentes só está disponível para membros. Caso ainda não seja cooperante, registe-se no nosso site e adquira aqui os 3 títulos de capital, no valor total de 60€.

2. Para poder vender a sua energia deverá ter atividade aberta na Autoridade Tributária com o CAE 35113 e estar em condições de emitir recibo pelo valor do excedente vendido à Coopérnico. Caso contrário, existe a opção de doação, revista anualmente.

3. Para celebrar este contrato será necessário ter assinatura digital (no caso dos particulares) ou assinatura digital qualificada (no caso das empresas).

4. O seu equipamento de medição de energia deve ser um contador bidirecional, capaz de registar a energia injetada na rede através de telecontagem. Veja em baixo o diagrama de intervenientes e responsabilidades no processo de ligação de uma UPAC à rede:


5. Para obter o seu registo de MCP deverá dirigir-se ao portal da DGEG, clicar em Entrar e introduzir as suas credenciais. A seguir, deve clicar em Energia -> Autoconsumo -> MCP consulta -> Editar registo  e transferir a Declaração disponível no final do formulário, conforme o exemplo abaixo:


Por: Equipa Coopérnico
Categoria: Serviços aos membros

Comentários (1)

José Soares Gomes
16 Jun 2022 - 13:40

Há um pormenor que aqui não está referenciado pois parece que o fornecedor de energia tem que estar registado nas Finanças como trabalhador independente.
É assim ou não?
Pode ser fornecedor de energia sem estar registado nas Finanças?
Agradecia esclarecimentos sobre estes aspetos.