Tarifário indexado 2023

A Coopérnico procedeu à alteração dos tarifários disponibilizados a partir de 1 de janeiro de 2023.

Consulte os nossos tarifários em: Tarifários Coopérnico

Consulte as nossas condições gerais em:  Condições Gerais

2023-06-15

Tal alteração prende-se com o aumento extraordinário verificado nos últimos anos do custo das chamadas Garantias de Origem (GO). As GO são certificados emitidos aos produtores de energia renovável em mercado que podem ser utilizados pelos comercializadores e consumidores de eletricidade como forma de apoiar o financiamento da produção renovável.

Em 2020, a Coopérnico passou a integrar na sua oferta-base dos tarifários o custo com as GO. Tal permitia à Coopérnico cobrir a compra de eletricidade no mercado com GO e consequentemente poder oferecer um tarifário “verde”, em que cada unidade de eletricidade comprada em mercado era coberta com GO.

Entretanto, acentuaram-se duas tendências que nos levam a mudar a nossa posição em relação às GO:

- Em primeiro lugar, as renováveis são já hoje o principal modo de produção injetado na rede elétrica nacional. Os produtores renováveis em Portugal dividem-se entre os que têm tarifa fixa (tarifa “feed-in”), vendendo à rede a um preço fixo - atualmente inferior ao mercado -, mas com rentabilidades asseguradas e sem risco, e os mais recentes produtores renováveis que, não gozando de tarifa fixa, conseguem ainda assim ofertas bastante competitivas. Sendo a energia renovável uma energia bastante competitiva no mercado livre, as GO tornam-se menos necessárias para assegurar financiamento adicional e nova construção de renovável.

- Em segundo lugar, o preço das GO no mercado (um mercado diga-se, europeu) subiu de 0,2€/MWh (de 2020) para quase 7€/MWh, aproximadamente 35 vezes mais.

Tendo em atenção estes dois fatores, ou seja, a diminuição da mais valia ambiental das GO no mercado ibérico e nacional, em simultâneo com o seu acréscimo brutal de preço no mercado europeu, decidiu a Direção da Coopérnico reformular o seu tarifário da forma que consideramos ser a que mais defende os legítimos interesses dos seus cooperantes e clientes:

- Criar um novo “tarifário Base Coopérnico” mantendo os valores atuais, aos quais deixaremos de imputar custos com GO. Tal significa que em termos contabilísticos esta eletricidade não poderá ser considerada “verde”, mas note-se o que atrás foi dito: em Portugal a grande maioria da eletricidade fornecida à rede já é hoje renovável e sê-lo-á cada vez mais, sem necessidade de recurso ao financiamento das renováveis pelas GO.

- Criar um novo tarifário “Coopérnico GO”, para todos os clientes que, por razões comerciais ou outras não queiram ou não possam prescindir das GO. A estes clientes será imputado custo das GO, na medida do seu consumo.

Consideramos que esta será a situação mais justa, pois permitirá que os cooperantes e clientes da Coopérnico possam optar pela situação mais apropriada para o seu caso concreto. A Coopérnico continua a pugnar pela transparência e justiça dos seus tarifários, evidenciando os diferentes componentes em cada tarifa.

Para os clientes com contratos em vigor a 31/12/2022, estas alterações entram em vigor a 1 de fevereiro, tal como informámos por email.  A partir de 1 de fevereiro será aplicado ao seu contrato o tarifário “Tarifário Coopérnico Base”, onde são mantidos os preços indexados de 2022, com o mix base nacional.

Se pretender aderir ao “Tarifário Coopérnico GO”, entre em contacto com a Equipa Coopérnico através dos contactos:

cliente@coopernico.org / 213 461 803 / 969 806 229

Consulte os nossos tarifários em: Tarifários Coopérnico
Consulte as nossas condições gerais em:  Condições Gerais

O QUE SÃO AS GARANTIAS DE ORIGEM?

As Garantias de Origem surgiram numa época em que os custos da produção de eletricidade com energias renováveis eram substancialmente mais altos do que os custos da produção de eletricidade fóssil. Muitos consumidores queriam apoiar esta produção renovável, mas dada a sua variabilidade e pouco relevo no mix energético, tal não era possível de uma forma mais direta. As GO surgiram assim como forma de permitir aos consumidores que assim o quisessem poder reclamar o seu consumo de eletricidade como “verde”.

Em Portugal, e um pouco por toda a Europa, a energia renovável foi desde bastante cedo apoiada com outro instrumento - a tarifa “feed in” - através do qual o produtor de energia renovável recebe uma tarifa bonificada (à luz dos preços de então) e garantida por um período longo, tipicamente de 15 anos.

Entretanto, os custos da produção de energia renovável têm vindo a cair substancialmente ao longo dos últimos anos, o que tem vindo a diminuir o interesse por instrumentos como as tarifas “feed in”, dado que, em muitas situações, as energias renováveis são já hoje comercialmente rentáveis, sendo que os maiores obstáculos ao arranque de projetos prendem-se hoje com questões de licenciamento e ligação à rede.

Neste contexto, não falta, portanto, quem argumente que as garantias de origem portuguesas não servirão para aumentar o volume de eletricidade renovável fornecida em Portugal – a qual é neste momento mais limitada por questões de custos não tarifários, assim como custos com o acesso e operação da rede elétrica, do que por limitações financeiras. Sendo assim, é possível argumentar que a compra de GO não se justificará em quase todos os casos de consumo em Portugal. Os consumidores poderão melhor apoiar a eletricidade renovável através do financiamento direto de projetos de eletricidade solar ou eólica sozinhos ou em plataformas como as comunidades de energia renovável.


Direção Coopérnico
Coopérnico, a nossa cooperativa de energia renovável
Energia Verde, Sustentabilidade e Cidadania

Ler Mais

  • Compra de excedentes de UPAC

    FORMULÁRIO PARA VENDER A SUA ENERGIAA compra do excedente será feita a preço indexado, cuja fórm...

    2024-04-29Notícias